O compromisso assumido


Vou falar sobre esta Casa. Seu surgimento e os compromissos assumidos desde o plano espiritual, para a fundação e o desenvolvimento do Núcleo Espírita Assistencial “Paz e Amor”.

Quando na década de 60, um pequeno grupo encontrou-se no Evangelho no Lar da querida irmã Conceição, estava iniciando a concretização dos compromissos assumidos no plano espiritual.

Compromissos que todos nós assumimos e participamos para dar o apoio, a sustentação e a ajuda que se fizesse necessária, para que, no retorno à vida encarnada, este grupo pudesse dar inicio à fundação desta Casa.

Todo esforço foi realizado para que o coração de cada um fosse tocado e se dirigissem ao reencontro, quando uma grande empatia envolveu a todos, que até aquele momento, como encarnados, não se conheciam muito bem, ainda! Contudo, a lembrança instintiva dos encontros na espiritualidade e os compromissos assumidos, fizeram com que a fraternidade ressurgisse e a semente da casa viesse ser plantada para germinar uma frondosa árvore que produzisse muitos frutos, para saciar as necessidades de todos aqueles que a ela viessem acorrer.

Como sustentáculo, para a fundação e formação da casa, dois irmãos muito contribuíram. O nosso querido Oscar, que, pela sua vivência na doutrina espirita, não só pelo seu berço, como também pelos seus estudos e conhecimentos das verdades de Jesus, foi o “timoneiro” para conduzir o grupo por um caminho seguro dentro dos princípios da Doutrina.

O concurso de nossa irmã Laura, com sua bondade, perseverança e amor, pôde transmitir, aos que estavam iniciando, o exemplo a ser seguido para o exercício da mediunidade.

Esta casa foi abençoada e alicerçada de uma forma segura. Aquele pequeno grupo do Evangelho no Lar de nossa querida Conceição deu origem ao que é hoje o Núcleo Espirita Assistencial “Paz e Amor”!

É esta a alegria, é esta a fraternidade, é este o local de trabalho para todos, encarnados e desencarnados, contando hoje com vários colaboradores, que, mesmo após o retorno à Pátria Espiritual, continuam prestando assistência e trabalho na Casa.

Não cansamos de agradecer o que o Pai nos tem proporcionado e tudo o que Jesus nos tem legado, para que através deste Núcleo, pudéssemos trabalhar em favor do progresso e do amor ao próximo.

Que Jesus o Nosso Mestre amado e querido, derrame sobre o coração de todos muita paz e muito amor.

Autoria: 
Pai João. Mensagem recebida por Adriano de Castro Filho em 04/02/2003