Encontro marcado com o Irmão Karl


Alguns aconselhamentos por ele emitidos:

• Perseverança e constância, nas veredas do bem, são virtudes que, pouco a pouco, constroem o nosso futuro e que, sem elas, não haverá proveitoso amanhã.

• Os passes e tratamentos espirituais promovem a desmaterialização de elementos prejudiciais que assolam o organismo físico, restituindo-lhe o bem estar, desde que a lei do carma e o merecimento pessoal o permitam.

• Muitas vezes sentimo-nos impelidos a apontar os erros dos nossos queridos. Todavia, logo após o ato, devemos manter a costumeira atitude fraterna, sem ressentimentos, tendo a consciência tranquila de que fizemos a parte que nos cabia fazer.

• As criaturas muito pessimistas tendem a ser mal-humoradas, irritadiças, permitindo que seus veículos físicos vivam acossados por incômodos e dores.

• Exercitemo-nos, sempre, pelas veredas do bem, sem esperarmos qualquer tipo de reconhecimento ou retribuição.

• Para mantermos a felicidade é preciso fazermos os outros felizes.

• A dor e o tempo são providências que a vida nos direciona para que a nossa alma venha a luzir.

• Nossas palavras devem sempre estar vestidas com o véu da fraternidade.

• Quando o copo da nossa paciência está cheio, prestes a transbordar, só nos resta uma atitude a tomar, qual seja, a de aumentar a capacidade do copo.

•Sentimentos condenáveis, impulsos instintivos, emoções descontroladas, produzem fluidos densos que passam a transitar pelo nosso organismo físico e a sua constância sistemática, acabará por gerar doenças de diversas matizes.

Autoria: 
Da redação