Criança evangelizada: esperança de dias melhores


Aos sábados, a partir das 9h e 30min, as portas do Núcleo são abertas para receber as crianças.

Num clima de muito amor e tranquilidade elas são encaminhadas pela Lú e pela Roberta para receber o passe de limpeza. As demais tarefeiras têm a importante incumbência de ministrar esses passes e, em seguida, encaminhar as crianças para as respectivas salas de atividades evangélicas, conforme suas idades.

Depois da prece de abertura, dá-se o inicio das aulas.

Há uma pausa para o lanche e, ao final das atividades, é feita outra prece, numa atitude de confraternização entre bons amigos.

Há 26 anos, a nossa Casa abria um espaço para a evangelização das crianças. Naquela época contávamos com a colaboração de duas irmãs, Alacoque e Aparecida, que possuíam experiência nesta área através da FEESP e se propuseram a desenvolver este trabalho no nosso "Paz e Amor".

Esta foi a primeira semente plantada que, com muito carinho e amor, germinou, dando origem a uma frondosa árvore que produziu o fruto do estímulo à vivência do Espiritismo em nossas crianças. Falar de Deus desde a mais tenra idade é, sem dúvida nenhuma, alicerçar os valores morais seguindo o roteiro dos Ensinamentos do Mestre Jesus.

A Evangelização Infantil ou Escola de Moral Cristã promove a instrução moral da criança pelo ensino doutrinário, possibilitando a sua familiarização com os ensinos do Mestre Jesus e tem por objetivo envidar esforços na procura do progresso moral e espiritual, colocando em seu coração a semente do amor e os esclarecimentos que a ajudará a melhor aproveitar a sua atual existência.

Quanto mais cedo o homem tiver consciência deste objetivo mais facilmente poderá tomar a decisão, quanto ao rumo a seguir. Este é o grande desafio da Evangelização Infantil!

Emmanuel, no livro "O Consolador", informa-nos que no período entre 0 e 7 anos, o espírito se encontra numa fase de prostração psíquica, isto é, o Espírito se encontra numa fase de repouso para recomeço de experiências, manifestando em forma de tendências sua herança espiritual, absorvendo os modelos e hábitos daqueles que o cercam.

Eis a importância da iniciação religiosa com base na escolaridade desde a mais tenra infância, a fim de que o Espírito que inicia a vida na Terra seja preparado para a observância das Leis Divinas, aproveitando integralmente as oportunidades de edificação da jornada humana e vivenciando corretamente, na Universidade da Vida, os grandes temas morais.

Assim, os trabalhos com as crianças até 7 anos, dirigidos pela Carmen e a Eliane, visam aproveitar a boa fase infantil, ou seja, a fase em que as crianças possuem mais facilidade de absorver conhecimentos, pois seu coração é um campo favorável à semeadura do bem.

A evangelização espírita da criança exige um corpo de evangelizadores que se prepare e especialize através de cursos regulares para o desempenho da missão, porque dentro do seu grande objetivo, esta visa não a transmissão mecânica e intelectual do ensinamento, mas a formação de valores morais e emocionais de consequências profundas e duradouras.

A coordenação desse trabalho é realizada pela Alcione.

Enquanto o trabalho se desenvolve, nosso irmão Durval ministra as palestras aos pais e responsáveis, procurando transmitir-lhes orientações no sentido de melhor compreenderem a importância de suas tarefas educativas, bem como descobrirem o melhor caminho para a busca do conhecimento necessário ao bom desempenho de suas responsabilidades, ou seja, buscar a educação de si mesmos para melhor educar seus filhos, afinal não se pode falar em evangelização espírita infanto-juvenil sem estender os ensinamentos espíritas aos lares dessas crianças e desses jovens, em especial aos seus pais.

Esta Casa de Paz e Amor possui uma equipe formada pelos seguintes voluntários: Durval, Mirinha, Cleide, Regina, Cleusa, Tina, Zilda, Cândido, Eunice, Chica, Roberta, Lu, Carmen, Eliane e Cláudia, que, empenhada no trabalho com nossas crianças, vem, há alguns anos, contribuindo para o cultivo de uma sociedade melhor.

São voluntários e tarefeiros que, como cristãos, trabalham intensamente para que o Reino de Deus chegue a esses corações infantis. É um terreno muito fértil e que precisa ser trabalhado.

A Cláudia é a evangelizadora do grupo de 8 a 14 anos, que estaremos abordando em nosso próximo informativo.

Autoria: 
Da redação