Seja um voluntário do "Paz e Amor"


Pesquisa publicada no caderno "Voluntariado" do jornal "Folha de São Paulo", do dia 28 de outubro de 2001, indica que 83% dos brasileiros acham o trabalho voluntário muito importante para a melhoria das condições de vida da população. Entretanto, apenas 12% da população presta algum serviço voluntário para a comunidade.

Ainda segundo a reportagem, os kardecistas são os que mais participam de trabalhos voluntários. 52% dos entrevistados trabalham ou já trabalharam em alguma atividade social voluntária, contra 34% dos evangélicos não pentecostais, 26% dos evangélicos pentecostais e 25% dos católicos. A pesquisa mostra também que o espírita kardecista é o mais disposto a doar seus pertences materiais (69%). Apenas 3% não estão nada dispostos a realizar este tipo de doação, contra uma média de 12% dos entrevistados de outras religiões.

Outro dado interessante diz respeito ao interesse das empresas nas ações sociais. Segundo a pesquisa, as empresas brasileiras estão deixando de praticar somente a filantropia de caráter provisório para atuar em ações sociais de longo prazo. Inúmeros empresários, apesar da agenda cheia de compromissos profissionais, encontram tempo para se dedicarem pessoalmente a projetos de assistência a populações carentes.

Além disso, as empresas estão buscando as ONGs (entidades não governamentais) para auxiliá-las em seus trabalhos sociais. Segundo estudiosos, empresários e voluntários, as ONGs têm pessoas mais compromissadas com as causas sociais e as empresas são mais organizadas administrativamente. Com essa parceria, ambas tendem a melhorar suas deficiências.

Autoria: 
Da redação