Os seres vivos e os vários graus de evolução


PERGUNTA DE CLAUDIA ARVANI DE FRANÇA: Gostaria de saber se animais possuem espírito, pois adoro animais de qualquer espécie e sempre que algum deles parte, fico refletindo como seria o outro lado da vida para ele. Uma outra curiosidade é sua escala de desenvolvimento, ou seja, será que um cachorro ou gato pode reencarnar como uma pessoa?

O animal e o homem não possuem um espírito, mas são espíritos, ou seja, eles, como nós, são espíritos que possuem um corpo e não corpos que possuem um espírito em evolução.

E é essa evolução que, num tempo relativamente longo, vai levá-los a ocuparem corpos humanóides.

Assim, para a sua segunda pergunta, a resposta seria um sim e um não. "Sim" porque eles vão também chegar ao nível de evolução equivalente ao da humanidade e além (a evolução não para). E "não" porque essa transposição de animal para hominal é muito lenta e provavelmente não ocorre no período útil de vida de um único planeta.

Assim, gatos, cachorros e os animais do planeta Terra, não terão tempo de evoluir até o nível de homens, durante o período de tempo que a Terra tem pela frente até a sua destruição, daqui há alguns bilhões de anos.

O mais provável é que os espíritos que hoje animam corpos de animais no planeta Terra, ao atingirem o grau de evolução necessário para passarem à categoria hominal, sejam transportados a outros mundos mais primitivos onde eles animariam corpos semelhantes aos dos homens-das-cavernas, que hoje em dia não existem mais na Terra. Lá, eles não serão propriamente "humanos" e não serão sequer terráqueos, mas o seu nível de evolução será o equivalente ao do início no período hominal.

Há muitas moradas na Casa do Pai e cada uma possui condições adequadas para uma determinada faixa evolutiva. Quando os seres não se adequam a essa faixa (para mais ou para menos), eles são transportados a outros mundos mais condizentes com o seu próprio grau evolutivo. Além disso, o próprio planeta evolui já que os seus habitantes estão em constante evolução. Assim, essa faixa evolutiva mantida no planeta, também acaba variando com o tempo. Ou seja, antes a Terra abrigava seres em transição para o reino hominal, na época dos homens-das-cavernas, hoje em dia ela não suporta mais esse tipo de organismo. O mesmo ocorre em outros planetas mas em tempos diferentes. Assim, num mesmo tempo, é possível termos vários mundos nos mais diversos graus evolutivos, abrigando seres em vários graus de transição e evolução.

Quanto ao problema do desencarne, Kardec nos diz que o reencarne de um animal é extremamente rápido, não permanecendo ele por muito tempo no plano espiritual, ao contrário do homem que pode ficar até séculos desencarnado antes de voltar a reencarnar. Esse contato com a matéria é mais imperativo para o desenvolvimento do espírito no estágio animal do que no estágio hominal, quando o mesmo pode continuar a sua evolução mesmo no plano espiritual.

Dúvidas sobre a Doutrina? Envie sua pergunta para o e-mail: divulgacao@neapa.org.br.

Autoria: 
Márcia R. Farbelow e Hugo Puertas de Araújo