O homem retarda, porém a Lei o impulsiona


Precisamos estar atentos às leis da reencarnação porque temos um passado a ser resgatado, um presente a ser bem vivido e um futuro para construirmos.

André Luiz nos lembra a sabedoria universal "Ajuda-te que o Céu te ajudará".

Não vale à pena retardarmos nossa evolução, pois acabaremos por acumular maiores débitos a dificultarem o nosso progresso, que virá de qualquer forma, com mais ou menos sofrimento: esta escolha é nossa porque Deus nos deu o livre arbítrio. Temos, pois, liberdade na semeadura, mas a colheita é obrigatória, como nos ensina o Evangelho de Jesus.

Reflexão: "O cristão que foge ao contato com o mundo a pretexto de garantir -se contra o pecado, é uma flor parasitária e improdutiva na árvore do Evangelho, e o Senhor, longe de solicitar ornamentos para a sua obra, espera trabalhadores abnegados e fiéis que se disponham a remover o solo com paciência, boa vontade e coragem, a fim de que a Terra se habilite para a sementeira renovadora do Grande Amanhã". - Emmanuel

Autoria: 
Marilene F. de Moraes - Tema do Curso de Aprendizes do Evangelho/2002-2003