Ensinamentos do Irmão Karl


Nosso querido amigo espiritual Irmão Karl, busca formas claras para que entendamos sua mensagem. Na tarde de 28 de agosto de 2002, para dizer-nos da necessidade de liberarmos o nosso amor, utilizou a comparação da técnica da dinamização dos medicamentos homeopáticos. Esclarecia que para o medicamento homeopático atuar, deve passar pelo processo da dinamização. Este processo consiste, partindo da "tintura mãe" de uma substância, diluindo-a da seguinte maneira: toma-se 1 parte da tintura e mistura em 99 partes de álcool, colocando-se em um frasco. Sacode-se diversas vezes este frasco, fazendo bater seu fundo, sobre um corpo resistente. Chega-se assim a 1ª dinamização. Misturando 1 parte desta dinamização em 99 partes de álcool e repetindo o mesmo processo, consegue-se a 2ª dinamização. Desta maneira, progressivamente vai-se obtendo dinamizações maiores como da quinta, décima, quinquagésima... assim por diante. Quanto maior for a dinamização menos parte material do elemento se encontra no medicamento.

O que ali está presente é a parte energética/latente da substância, que ao ser ingerida vai poder atuar no perispírito, onde está a origem da enfermidade. Explicou que a matéria precisou sofrer várias transformações (batidas), para poder liberar seu potencial de cura e ser útil. O mesmo acontece com cada um de nós. No decorrer de nossas encarnações, vamos apanhando, sofrendo os revezes da vida, enfrentando dificuldades e obstáculos para podermos, se perseverarmos como a substância, no processo da dinamização, atingirmos a liberação da energia amorosa de nosso espírito, dando-nos melhores condições para o trabalho no bem.Com esta lição, o querido amigo, mostrou-nos o quanto é importante compreendermos que, nas dificuldades, devemos sempre perseverar e não deixar que o desânimo se abata sobre nós. Cada um de nós possui seu potencial de amor. É preciso saber desenvolvê-lo, para que ele possa aflorar de nosso interior, como se faz para o medicamento homeopático.

Autoria: 
Adriano de Castro Filho