Ensinamentos do Irmão Karl


Herança espiritual e hereditariedade genética - Elucida-nos o Irmão Karl de que estamos submetidos pela misericordiosa Lei de Causa e Efeito a essas duas ordens de heranças, que acompanham providencial e amorosamente a nossa trajetória educativa reencarnacional, roteiro esse gerado por nós mesmos no exercício do livre arbítrio aplicado nas livres escolhas que fazemos diante dos eventos e circunstâncias vivenciados por nós, tendo-se como régua de medida a Lei Suprema do Amor, revelada e praticada até as últimas consequências pelo Amado Mestre Jesus.

A herança espiritual, súmula do nosso passado multi-milenar, está gravada indelevelmente no nosso espírito, que tem, como seu instrumento de ação na matéria, o perispírito. Normalmente, sob a orientação dos Instrutores Espirituais e aquiescência do espírito encarnante a um prévio programa de aprimoramento espiritual ajustado às suas necessidades de depuração, buscam-se os genitores que apresentem nos seus patrimônios genéticos características compatíveis com o programa acordado.

Os patrimônios espirituais de genitores e familiares são também levados em alta conta, mesmo porque, embora não transmissíveis por via hereditária, o serão pela via da educação, dos exemplos e do ambiente familiar a serem recebidos pelo encarnante.

E, então, a partir da fecundação do óvulo pelo espermatozóide, sob o comando da Lei, o espírito encarnante imprime, através da ação do seu perispírito, a integração da sua própria herança espiritual com a herança genética dos genitores, conduzido pelas sagradas leis das hereditariedades, provindas do Criador, na formação do respectivo DNA individualizado, composto de genes dominantes e recessivos que conformarão o novo corpo físico daquele particular espírito imortal, que "renascerá" conforme aquele programa acertado, subordinado inicialmente e voluntariamente a predeterminados fatores como família, raça, etnia, nacionalidade, predisposições para determinados estados de saúde ou doença física ou espiritual, e inúmeras outras particularidades individuais.

Aí, então, surgirá uma nova criaturinha, com o dom divino da vida que, neste mundo de expiações e provas, onde ainda merecemos estar, a iniciará com um choro estridente ansiosamente esperado e muitas vezes induzido obrigatoriamente por um necessário tapa.

Abre-se para o espírito uma nova romagem onde, no devido tempo, a razão e o livre arbítrio comparecerão para moldar o seu novo viver em vontade e responsabilidade face aos compromissos assumidos e aos desafios oportunos e indispensáveis com que o mundo o defrontará, nunca superiores às próprias forças, sempre sob a proteção complacente da misericórdia divina.

Autoria: 
Raphael Rios