A importância da dor


Recentemente o Irmão Karl falou sobre a importância e o significado da dor para o progresso espiritual. Explicou que a dor, quando bem compreendida, acelera a caminhada do espírito rumo a evolução. Que ao reencarnarmos trazemos conosco compromissos que devemos colocar em prática.

Estes compromissos ficam latentes em nosso espírito. Muitas vezes vamos vivendo sem nos preocuparmos com eles, levando a vida, com se diz, devagar...!

Chega um momento em que precisamos ser despertados, para começarmos a realizar o que nos propusemos para esta encarnação, a fim de provarmos a nossa vontade de melhorar, de levarmos avante as correções das faltas cometidas no passado.

Se permanecemos adormecidos e não despertamos para a real finalidade de nossa encarnação, a chegada da dor constitui o toque bendito que o Alto nos dá para fazer-nos refletir sobre a vida, o seu real significado e a necessidade da retomada de novos caminhos. A dor, reafirmou, quando bem compreendida, ajuda o espírito e acelera sua melhoria.

Léon Denis já ressaltava, como agora nos faz o Irmão Karl, o grande papel da dor para o crescimento do espírito. No seu livro "O Problema do Ser, do Destino e da Dor", diz o seguinte: "Suprimi a dor e suprimireis ao mesmo tempo o que é mais digno de admiração neste mundo, isto é, a coragem de suportá-la".

"A dor é como uma asa dada a uma alma escravizada pela carne, para ajudá-la a desprender-se e a elevar-se mais alto".

Para finalizar, devemos esclarecer que a dor física não é uma doença. A dor física é um sintoma, um sinal de alerta, que indica que algo não está bem em nosso organismo e que necessitamos procurar um médico para detectar e combater sua causa.

Já a dor moral reflete o nosso interior, alertando que nos encontramos em desarmonia. Combater esta dor exige mudanças na nossa maneira de ser, reconhecimento de nossas fraquezas e de nossas deficiências. Combatemos esta dor com a nossa reforma intima.

Autoria: 
Mensagem do Irmão Karl - anotações de Adriano de Castro Filho