O poder da oração na luta contra nossos males


Amigos, vamos prestar atenção em nossos males. Precisamos adquirir o hábito da leitura e prestar muita atenção nas palestras para que consigamos nossa transformação interior.

Ultimamente, estava sentindo uma dor horrível nos ossos. Acordava com as mãos inchadas e com muita dor. Nos primeiros momentos da manhã, não conseguia fechá-las. Todo o meu corpo doía. Sentia cansaço, indisposição e não conseguia sair da cama. Não sabia o porquê.

Foi então que, por indicação do nosso informativo, resolvi ler o livro "Jogo: Mergulho no Vulcão", de Eurípedes Kuhl.

No início duvidei de muitas coisas que lá estavam escritas. Mas, conforme eu lia, ia percebendo que toda vez que fumava, minhas forças se esvaiam e meus ossos doíam. Acho que, como duvidei, os amigos espirituais fizeram com que eu experimentasse todos esses sintomas.

Precisamos acreditar nos ensinamentos que nos são passados durante as palestras do Núcleo, quando somos informados de que certos vícios e atitudes nos fazem mal. Não precisamos nos tornar "santos", mas podemos, e muito, nos esforçar para melhorarmos pouco a pouco.

Quando sentia vontade de fumar, eu orava e a vontade passava. Ficava muito feliz quando conseguia passar mais um dia sem fumar

Somente depois de 20 anos é que estou começando a compreender que eu sustentei o vício de muitos irmãos desencarnados. A última vez que fumei, senti a companhia de um irmão desencarnado que estava muito doente devido ao vício do fumo. Pude experimentar todos os sintomas de sua doença. Fiquei apavorada e nunca mais fumei. Percebi, então, que nós não bebemos e nem fumamos sozinhos.

Agradeço a Deus, nosso Pai, que nos deu o livre arbítrio para que possamos escolher o melhor caminho para nossas vidas.

Autoria: 
Maria Aparecida Ferreira