Núcleo Espírita Assistencial "Paz e Amor": 30 anos - o começo das atividades e sua fundação


Por volta do 2.º semestre do ano de 1964, iniciei nesta Doutrina maravilhosa que muito tem me ensinado em todos estes anos.

Naquela época, procurei a Federação Espírita de São Paulo para obter orientação e fazer tratamento espiritual. Comecei a assistir as palestras às quartas-feiras e receber os passes necessários. Na Empresa em que trabalhava havia colegas espíritas e como não podia deixar de ser acabávamos trocando idéias a respeito. Um deles o Josyan, era voluntário na Casa Transitória e me convidou para conhecêla. Fui e lá, o Josyan me apresentou ao Sr. Gonçalves, fundador e diretor da Casa. Conversamos longamente e visitamos todas as dependências daquela maravilhosa instituição. Como era uma 6.ª feira ficamos para participar da reunião evangélica que realizavam sempre naquele dia. Gostei e comecei a ir toda semana àquela reunião.

Sentíamos que alguma coisa estava faltando e que precisávamos fazer algo mais. Como a Casa Transitória possuía um Pavilhão Saúde, com atendimento médico e dentário, nos oferecemos para atender aos sabados as crianças que necessitassem de atendimento pediátrico, o que foi feito por volta de 1965. Trabalhavam naquele pavilhão alem dos médicos, a Dona lsis (que era a responsável), a Dona Leopoldina e a Dona Conceição. A Dona Conceição veio trabalhar diretamente comigo. Foi um período bom porque com a sua fé, perseverança e entusiasmo muito me contagiou e estimulou no atendimento humano e fraterno àquelas crianças e sobretudo suas mães.

A Dona Conceição sempre comentava sobre o evangelho que era realizado em sua casa às sextas-feiras e me convidava para participar. Como frequentava as reuniões da Casa Transitória no mesmo dia acabava não aceitando o convite. Ela não desistia e estava sempre me lembrando do convite. Uma 6.ª feira, deixei de ir à Transitória e fui ao evangelho na residência da querida irmã. Lá encontrei e conheci o Sr. Oscar, Dona Laura, Dona llse, Dona Leonor, Nelzir e as filhas da nossa irmã. Foi uma tertúlia muito agradável em um ambiente com vibrações positivas. Passei a participar todas semanas daquelas reuniões. Passaram-se aí alguns meses e a inquilina que morava num quartinho nos fundos da casa mudou e as reuniões passaram a ser realizadas lá.

Era apertado, só cabia a mesa. Propusemos à nossa irmã ampliarmos aquele quarto para poder inclusive receber irmãos que quisessem assistir as reuniões. Tivemos sua autorização e pusemos mãos à obra. Tínhamos um primeiro local para realizarmos os trabalhos e com possibilidade de receber irmãos interessados em assisti-los.

Naquela época outros companheiros foram se juntando ao grupo que estava assim ganhando corpo. Chegamos à conclusão que precisávamos dar uma estrutura oficial à casa. Organizaram-se os seus estatutos e a sua Diretoria . Lavrou-se a ata de fundação do Núcleo Espirita "Paz e Amor" com sede à rua Engenheiro Lauro Penteado, 124, Vila Monumento, em 28 dezembro de 1969. A primeira Diretoria foi assim constituída : Presidente: Oscar Camanho, Vice-Presidente: Adriano de Castro Filho, 1.º Secretario: Fortunato Bianchi, 2.ª Secretaria: Nelzir Inês P. lppolito, 1.ª Tesoureira: Ilse Abreu Bassi e 2.º Tesoureiro: Samuel Rolando. Assinaram a Ata de Fundação do Núcleo os seguintes companheiros: Manuel Cavalcanti, Ieda Xavier, Conceição Xavier, llse Abreu Bassi, Ubaldo de Abreu, José Bassi, Maria Alves Vicentini, Nicia Camanho, Nair Martins Carvalho, Antônio Carlos Lima, Sylvia Conceição Moreira, Jesuina Botter, Benedito Paula, Carmela Paula, Wilma B. Bacci, Antônio Alessandro, Yara Botter, Maria de Luordes Xavier, Ney Bacci, Oscar Camanho, Adriano de Castro Filho, Fortunato Bianchi e mais algumas assinaturas que lamentavelmente não tivemos condições de identificar.

Tendo como Presidente o Sr. Oscar Camanho iniciamos o ano de 1970 como um Núcleo espírita legalmente constituído. Não paramos por aí. Nos fundos da casa da Dona Conceição havia uma pequena casa com 2 cômodos e cozinha cujo inquilino estava acabando de entregar. Propusemos assumir o seu aluguel e assim ampliamos nossa casa. No mês de maio daquele ano o Marcial Jardim, que estava incorporando ao Núcleo, assumiu o cargo de 2.º Secretario por afastamento da irmã Nelzir.

No período que permanecemos na rua Eng.º Lauro Penteado, 124 foi possível realizar inúmeras atividades tais como: 1.º Curso de Educação Mediúnica que teve como expositores Oscar Camanho e Adriano de Castro Filho. Participaram daquele curso os seguintes irmãos: Alina Martinskas, Antonia Dalessandro, Domingos lssac, llse Abreu Bassi , Laura Orchiptchuck I, Laura Orchiptchuck lI, Laura Pezzoni Stievano, Luiz Fernando Pinho, Marcial Jardim, Oleg Orchiptchuk, Maria Alves Vicentini, Mário Manteleone, Maria de Lourdes Xavier Araújo, Suze Lee H. Pinho, Leonor Nacci, Elvira Pavesi, Conceição Xavier, Clarinda Maria e Fiore Manteleone. Demos inicio ao atendimento de irmãos com o P1 e o P2. Como ainda não possuíamos o Colégio de Médiuns, o Sr. Oscar fazia as consultas na Federação e o tratamento era realizado no Núcleo, pelos médiuns da casa. O Curso de Moral Cristã para as crianças foi desenvolvido e iniciado sob a eficiente orientação das irmãs Alacoque e Aparecida (Cida). A Oficina de Costura foi inaugurada na residência da Dona llse à rua Eng.º Lauro Penteado, 93. A Assistência Social era constituída de 2 campanhas anuais: Natal e Inverno. No Natal levávamos mantimentos e brinquedos para as famílias e crianças que moravam nas olarias da Estrada de Sapopemba (Ribeirão Pires) e no inverno roupas, agasalhos e cobertores. Era uma Caravana de mais ou menos 10 carros. Era um momento de grande alegria visitar aquelas famílias que nos aguardavam todos os anos. Outros foram chegando ao Núcleo com o Sr. Raphael Rios e a Dona Cecilia, o Mário e a Joaninha, a Alcione e outros mais que pedimos sinceras desculpas por não citá-los mas que estão em nosso coração. Ficamos na rua Eng.º Lauro Penteado até o desencarne da nossa querida irmã. Dali mudamos para a rua Pereira da Nóbrega, 424.

A casa da Dona Conceição estará sempre na historia do nosso Núcleo pois lá foi plantada a semente que germinou, cresceu, floresceu e frutificou no que é hoje o Núcleo Espírita Assistencial "Paz e Amor ".

Autoria: 
Adriano de Castro Filho

Sou espírita e gostaria de conhecer mais essa casa de paz e amor - Natalina Paschoaleti

Amiga Natalina. Ficaremos muito felizes em lhe receber. Precisando de alguma informação, mande-nos um e-mail através do link Fale conosco. Abraços, Alexandre